Motricidade Orofacial


Placa de Resistência Labial para Tratamento Fonoaudiológico

R$70,00

Sucesso! Você tem frete grátis
Frete grátis a partir de R$500,00
Entregas para o CEP:

Frete grátis a partir de R$500,00

Compartilhar:

Contém: 1 Placa de Resistência Labial ; 1 bula.

Especificações Técnicas: a Placa de Resistência Labial para Tratamento Fonoaudiológico é fabricada com PVC cristal atóxico e é composta por um escudo côncavo ligado a uma argola por meio de uma haste, formando uma peça única. O escudo possui duas reentrâncias: reentrância superior, para adequado acoplamento intra-oral do escudo na região vestibular superior, sem entrar em contato com o freio labial superior; reentrância inferior, para adequado acoplamento intra-oral do escudo na região vestibular inferior, sem entrar em contato com o freio labial inferior. A Placa de Resistência Labial para Tratamento Fonoaudiológico, disponibilizada em dois tamanhos, pode ser empregada tanto em crianças como em adultos e também em pessoas com arcadas dentárias menores ou maiores.


Histórico: de acordo com o levantamento efetuado pela fonoaudióloga Elisa B.C.Altmann, a existência de um dispositivo para o trabalho de resistência labial precede a origem da Fonoaudiologia como ciência, remontando ao ano de 1914, quando foi apresentado por Körbitz num curso de Ortodontia na Alemanha. Mais tarde, em 1980, Newell fez uma releitura deste instrumento, culminando com o modelo criado pelo Professor F. G. Sander em 1989. A partir daí, diversos modelos foram desenvolvidos, inclusive em consultórios particulares. Os primeiros dispositivos para o trabalho de resistência labial foram confeccionadas em alumínio e borracha e, mais tarde, em plástico e vidro inquebrável e também em acrílico com uma corrente acoplada, como descrito por Altmann (1987a; 1987b).

Indicações: a Placa de Resistência Labial para Tratamento Fonoaudiológico é um instrumento recomendado pela fonoaudióloga Elisa B. C. Altmann e está indicada como recurso auxiliar toda vez que se desejar fortalecer a musculatura labial e, secundariamente a facial, trabalhando os seguintes músculos: orbicular da boca (de forma específica); risório; bucinador; mentoniano; levantadores da mandíbula: masseteres, temporais, pterigoidios mediais. O fortalecimento destes músculos mencionados tem influência indireta sobre a estrutura das arcadas dentárias, a respiração e a deglutição.
A Placa de Resistência Labial para Tratamento Fonoaudiológico é indicada como recurso auxiliar para: 
1. Adequação oromiofuncional em portadores de alterações das posturas orais, de respiração bucal, de maus hábitos orais tais como mordiscar/sucção de lábios e sucção digital; de alterações de tônus labial; de encurtamento do lábio superior; de incoordenação motora dos lábios e de alterações das funções bucais, promovendo o equilíbrio muscular do mecanismo do bucinador. 
2. Adequação oromiofuncional em portadores de alterações dentofaciais, tanto para aqueles que irão usar aparelho dentário, como para aqueles que serão submetidos à cirurgia ortognática. 
3. Reabilitação neuromuscular nas paralisias faciais de origens central ou periférica. 
4. Equilíbrio do sistema estomatognático nos casos de atraso no desenvolvimento neuropsicomotor, auxiliando no biofeedback das posturas orais corretas, minimizando a incontinência salivar e a hipersensibilidade bucal (Haberfellner, 1989). 
5. Estética facial, para a melhora e/ou prevenção do aparecimento de flacidez e rugas faciais.